TRANSA QUENTE COM POLICIAL

Categoria:

Em uma tarde de verão, estava eu voltando pra casa no meu carro, quando sou parada em uma blitz. Um policial moreno, alto, forte e com barba me aborda. Ele era muito sexy, tinha uma voz muito excitante e exalava um perfume que me deixou com muito tesão; me fez algumas perguntas e em seguida pediu para ver meus documentos. Estava um tanto quanto “nervosa” imaginando aquelas mãos grandes percorrendo o meu corpo, ele percebeu que eu estava um tanto quanto” incomodada” com sua presença e pediu para que descesse do veículo para ele dar uma conferida no mesmo.

Durante toda a abordagem trocamos olhares, e mais excitada eu ficava, as mãos começaram a suar, a medida que ele se aproximava ou perguntava algo ficava cada vez mais difícil de controlar o que eu estava sentindo naquele momento.
-Tudo certo com meu carro, seu polícia? -perguntei.

Com um olhar penetrante em meus olhos ele disse:

-sim, está sim, mas terei que revista-la.

A essa altura meu coração já estava batendo descompassado e a minha buceta pulsava de tanto tesão. Meu carro estava em um local mais afastado.

Então, ele falou:

-Vire-se para o carro, ponha as mãos na cabeça e afaste um pouco as pernas, (estava vestida com um vestidinho sem nada por baixo, pois fazia muito calor na cidade) ele começou a revista, deslizando suas grandes mãos pelas minhas, começou a descer por meus braços, chegou nas minhas costas e desceu até a minha cintura, ( eu podia perceber sua respiração ofegante, o seu toque começou a ficar mais forte), então, eu empinei minha bunda e ele me encochou.

Chupando o pau do policial

Nesse momento pude sentir seu pau bem duro roçando em mim, desci minhas mãos e o acariciei por cima da calça, mas a minha vontade nesse momento era de colocá-lo em minha boca, estava sedenta por aquele homem, ficamos roçando por um tempo, até que, ele quis continuar com a revista, e desceu com a arma pela minha bunda até às minhas pernas, em seguida veio subindo devagarinho até a minha buceta, que já estava completamente encharcada, e brincou um pouco ali, fiquei mais louca ainda.

E pedi:

– coloca sua “arma” em minha boca, agora.

Agachei, abri sua calça, e peguei aquele pau gostoso com as mãos, minha boca salivava, (ele ficou uma pouco apreensivo, porém o tesão era maior, e ele cedeu), desci com a língua percorrendo todo o pau, ao mesmo tempo em que fazia movimentos circulares na cabecinha como os dedos de uma das mãos, fui até saco e lambi bastante ali, ele já estava de pernas bambas e seu pau latejava, coloquei dentro da minha boca quente aquela delícia e o chupei enquanto me tocava, agachada na lateral do meu carro.

Em seguida ele veio retribuir, abriu a porta do carro e me colocou com as mãos no banco, subiu meu vestido, e passou a língua na minha bunda, ao mesmo tempo que dava leves mordidinhas, foi descendo e chegou nas minha buceta, estava faminto, sua boca quente e sua língua gostosa faziam movimentos de sobe e desce alternados com chupadas e lambidas lentas.

O tesão já estava a mil, me virei e o puxei para dentro do carro, o seu pau gostoso encaixou perfeitamente na minha buceta molhada, ele metia com pressão, uma de suas mãos tapava minha boca, pois a essa altura não conseguia controlar meu corpo, nem minha voz, pedi pra que ele me enforcasse, e ali foi o ápice, gozei beeem gostoso naquele pau tesudo, então ele me colocou de quatro, e colocou tudo com força, enquanto puxava meu cabelo e mordia minhas costas, mas alguns minutos e ele goza muito gostoso pra mim, sinto dentro de mim aquele pau latejar, e o aperto com minha buceta.

Finalizamos com um beijo, doce e quente, nos recompomos, e seguimos nossos caminhos. E até hoje guardo na memória a transa mais louca da minha vida.

Enviar mensagem
1
Oi tudo bem?
Oi, tudo bem?